Jenny Guimarães: Não sei por que, mas a matemática da...

Não sei por que, mas a matemática da vida não funciona muito comigo. Não tem como colocar meus problemas numa maquina de calcular, extrair a raiz quadrada ou calcular o percentual para resolvê-los. Eu os encaro como um desafio, mais uma etapa da minha evolução. E meus sonhos, sendo realizados ou não, continuo acreditando. Porque sonhar é elevar a alma a um nível não natural. Meus erros e enganos do passado, durante muito tempo me martelaram a cabeça, e usando da matemática preferi subtraí-los da minha mente. Sei que muita coisa ainda está por vir, pra supostamente somar às minhas conquistas. Sei também que o pior pode acontecer espero estar preparado pra sempre me manter de pé. Matematicamente é impossível expressar minhas exatidões de maneira clara, porque eu sou sempre assim, meio surtada, que odeia a falta de oxigênio das obrigações. Talvez por isso, me reinvento sempre que a vida me exige um pouco mais, mas espero me reinventar quando eu mesma precisar de mim, porque um dia eu me olhei no espelho e vi refletido nele a única pessoa capaz de me fazer feliz em meio a tantos problemas.

Inserida por jennykaren