Maria Clara: ANJO DE METAL Toquei o som mais bizarro...

ANJO DE METAL
Toquei o som mais bizarro que podia tocar.
Espantei as coisas boas e deixei as más.
Fiz o inferno congelar com o meu olhar.
E por um instante vi o mundo acabar.
Tornei real o meu pior pesadelo.
Quebrei o espelho pra não ver meus olhos vermelhos.
Fiz o demônio se ajoelhar.
E quem eu amo fiz chorar.
Cortei meus pulsos e deixei sangrar.
O vermelho do meu sangue estava em teu olhar.
E refletido em teus olhos vi um anjo de metal,
Perdido entre o bem,
Perdido entre o mal.
Fechei meus olhos pra não te enxergar.
E mais uma vez não pude te salvar.
Sentei no abismo e admirei o caos.
Ninguém escapou, nem os bons, nem os maus.
Eu gritei o mais alto que podia
E ouvi o mais puro som de carnificina.
Tudo era escuridão.
Não mais ouvi teu coração.
Levantei meus braços e fiz chover.
Senti o horror do espaço,
O pânico do infinito,
O tédio de viver...

Inserida por claranalu