José Eduardo C. Trefiglio: DO JEITO QUE AMO Não amo a cor dos seus...

DO JEITO QUE AMO

Não amo a cor dos seus olhos
Amo o seu olhar para mim
Não amo a beleza do seu rosto
Amo o seu sorriso para mim

Não amo o contorno dos seus lábios
Amo o seu beijo que me enlouquece
Não amo o formato dos seusbraços
Amo o seu abraço que me enlaça

Não amo o formatato dos seus dedos
Amo a carícia que você faz tem todo meu corpo
Não amo as curvas das pernas
Amo o seu andar ao meu encontro

Não amo o volume dos seus seios
Amo o aconchego quando encosto minha cabeça

E que bom você não seja uma escultura
Você é meu poema de amor
Porque não amo um corpo
Amo uma pessoa...você

Inserida por jucicastro