Zoé Valdés- tradução lucijordan: Seu nome já não me é mais familiar O...

Seu nome já não me é mais familiar

O caminho já não é mais aquele

O da ausência

A morte perdeu a sutilidade

De virgem serena

Me arrancou de um só golpe

A venda dos olhos

Minhas pestanas abertas

Recordam o delicioso

buraco negro de uma escrava da eternidade

Inserida por lucijordan