Ianca: Queda Interior Por um momento eu...

Queda Interior

Por um momento eu congelei na vida
Eu tentei agarrar o tempo
Aquele momento retido
Revelou o meu destino

Outrora você era uma estrela brilhante
Eu te observava de campos distantes
A mais luminosa de todas
Descendo para encarar sua queda

Como eu posso dormir?
Quando eu não sei se eu vivo ou sonho
E como eu posso chorar?
Quando eu não sei se a dor que eu sinto é real

Eu estou atento a queda
Eu estou cedendo a tudo
Eu observo o declínio do sol
Por um último encerramento

O pôr-do-sol compartilha meus pensamentos de você
A lua de inverno também te lamenta
Você ainda continua para mim
Um mistério pendente

Vozes estão chamando além do amanhecer
Onde a vida e o sonho parecem um só
Momentos e eras passam diante de seus olhos
Enquanto você permanece congelada na vida
Os anos se passaram agora, desde que você desistiu
De viver no mundo
Esperando sua força lá, atenta a queda
Para pôr um fim nisso tudo...

Inserida por ianca