Francisco Assis Melo: Ressuscitar para uma nova vida Jesus,...

Ressuscitar para uma nova vida



Jesus, sendo Deus, poderia ter sido arrebatado e conduzido ao céu, o que o livraria das humilhações e do suplício da Cruz.

E o gesto do arrebatamento e ascensão teria, certamente, o mesmo efeito entre os discípulos que teve a sua ressurreição. Bastava que todos o vissem subindo aos céus com todo o poder e glória. E nisto estaria a prova de que, verdadeiramente, era o Filho de Deus!

Afinal, Ele já havia ressuscitado a filha de Jairo, Lázaro e outros. O poder que tinha de ressuscitar mortos não se constituía novidade. E se podia ressuscitar os outros, quanto mais a si próprio.

Mas era preciso que sofresse humilhações, fosse rejeitado, abandonado pelos seus e carregasse nos ombros a cruz que era síntese da maldade humana, nela fosse morto e ressuscitasse com todo o poder e glória!

Pois pregava e dava testemunhos, com sua vida e gestos, de tudo que ensinava. E de nada adiantaria a sua pregação sobre as bem aventuranças, não fosse o testemunho das humilhações, injustiças, sofrimento e morte de cruz, recompensadas pela sua gloriosa ressurreição e ascensão ao céu.

Ele sofreu para dar o testemunho de que nada vida sempre teremos aflições. Seremos humilhados e injustiçados, e que às vezes o sofrimento é necessário. São as cruzes que devemos carregar, para nossa própria redenção. E que o caminho da cruz é também o caminho que conduz à glorificação e a manifestação da plenitude da graça do Pai em nossas vidas.

Mas para que a graça seja manifestada é preciso que além da experiência da cruz, vivamos também a experiência de nos entregarmos à morte. Não no sentido literal, da morte física. Mas no sentido de fazermos morrer em nós as paixões, o egoísmo, a indiferença pelo próximo, o materialismo, a avareza, a soberba, o orgulho e tudo o que tem nos afastado de Deus e do plano que Ele tem para nós.

E assim, vivendo a experiência da cruz e fazendo morrer em nós a pessoa que somos hoje, haveremos de renascer para uma nova vida, reconciliados com Deus, e alcançaremos a felicidade plena que só consegue quem está em paz consigo mesmo e com o próximo.

Feliz Páscoa! Feliz passagem para uma nova vida na graça!

Inserida por NumberOne