Débora Almeida: que você não me deixa Em paz, nem por...

que você não me deixa
Em paz, nem por um
Minuto tenho sossego
Por que me perturbas tanto
Achou pouco ter me deixado
E quer ainda deixar marcas
Na minha vida

Larga dos meus pensamentos
E sonhos
Não posso nem fechar
Os olhos,
Se estou de olhos
Abertos, sinto você
E quando fecho, lhe vejo
Até parece que estais
Me vigiando
Deixas-te algo, que
De maneira alguma
Me fará esquecer de ti
O amor que plantas-te
Cultivas-te, regas-te
E colhestes
Não tem como
Esconder e omitir
Te Amo!!!

Inserida por deboraalmeida