Maria Aparecida Giacomini Dóro: Se eu soubesse... Rafaella, minha doce...

Se eu soubesse...

Rafaella, minha doce menina,
Não tenhas medo!
Eu sou você no futuro
Vim te contar
Um segredo

Antes, porém, me acompanhe
Ao dezembro da vida,
Pois lá recordarás
Página por página vivida

Chegamos!
Rafaella, minha doce menina,
Não tenhas medo!
Vou te contar o segredo

Lembra-te do dia em que nasceste?
Do ciúme provocado
Do colinho disputado
Com a maninha Raianna

Lembra-te dos teus cinco anos?
Ciúmes, beicinhos e lágrimas...
Que desapareçam as rivais!
Eras a namoradinha do papai

Lembra-te dos teus dez anos?
Com as amiguinhas, exigente
E as histórias contadas
Pra mamãe confidente

Lembra-te dos teus treze anos?
Das bonecas esquecidas
Dos medos e dúvidas
Das paixões escondidas

Lembra-te dos teus quinze anos?
Da liberdade almejada
Das dores, amores e sonhos...
Da responsabilidade cobrada

Lembra-te dos teus vinte anos?
Dos trinta?
Dos quarenta?
Dos cinquenta?
Dos sessenta?
E tantos outros mais...

Rafaella, minha doce menina,
Não tenhas medo!
Não tenhas medo da vida
Dos anos que passam,
Das lembranças que ficam

Pois cada página construída
É deveras importante
Se intensamente vivida

Inserida por aguiasol