Thaís Drimel Andrade: ***Um dia*** Um dia, quando a tempestade...

***Um dia***

Um dia, quando a tempestade em meu ser cessar,
O sol novamente irá brilhar
E de tudo o que não importa mais eu me despirei:
Dos pensamentos fúteis, das preocupações banais,
Das incertezas, dos medos mais secretos...
De todas as minhas ansiedades....
Me vestirei tão somente com a nudez pura
Do meu ser sem mascaras ou artifícios...
Neste dia, mesmo sem saber, sem planejar ou pensar,
Talvez a gente se encontre, por acaso,
Talvez neste dia a gente descubra
Quem realmente somos um para o outro...
Talvez neste dia você me chame de seu amor
E eu possa finalmente dizer o quanto eu te amo...
Talvez...é uma palavra tão dúbia....
Talvez este dia chegue e eu descubra que ainda assim,
Você vai passar por mim sem me ver.
Talvez eu passe por você
e nem perceba que você finalmente me notou...
Talvez a gente se ame,
Talvez a gente se odeie,
Talvez a gente se lembre
Que um dia não deu certo,
Que não era a hora ainda...
Talvez a gente se esqueça.
Talvez a gente nunca mais se encontre...
Talvez seja tarde demais para tentar fazer qualquer coisa a respeito.
E talvez eu descubra que foi tudo uma ilusão,
Mas, afinal, o que há de real neste emaranhado
De sonhos e ilusões em que vivemos?
O amor é real? A vida é real? Eu sou real? Você é real?
No final, não é tudo uma ilusão???

Inserida por butterflymoon