Adriano: ANGÚSTIA A dor de te perder quando me...

ANGÚSTIA

A dor de te perder quando me procuravas é pior do
Que se ao inverso fosse... as límpidas embora
não menos carregadas lágrimas são tão necessárias
Quanto aquele beijo que não me deste na hora da partida...
Mas elas caem como tempestade mórbida no meu jardim... Admito...
AMOR CULPADO..

Desatinado no instante lacunar da surpresa e da mágoa...
A viagem trouxe-me uma angústia acompanhada pela
Resignada esperança de o ponto ser de segmento, ainda seguida pela
Silenciosa tristeza das brechas abertas na parede da alma... Exclamo...
SENTIMENTO HUMILHADO...

Esse ausente me dói só pela consciência da falta, da
lacuna, de tudo que poderia ter sido e não foi....
aah sim.. Angústia pálida... Indizível... coagulada no cárdio...
Esse ausente me é presente nos devaneios da lembrança... Declaro...

PIEGUICE RETRÓGRADA – Cheiro de coisa morta... basta... Renasci!

Inserida por marquespoemas