Carla Veloso: Quando roubava seu amor Aperto teu corpo...

Quando roubava seu amor

Aperto teu corpo
Aqueço o meu
E ignoro o perigo que corro.

Arrumo desculpas
Querendo ouvir tua voz tola

Faço qualquer coisa
Pago qualquer preço
Muitas vezes entristeço
Mas ínsito em olhar
Eu preciso do seu olhar...

Caminho silenciosamente pela casa
Ouvindo seus sussurros.

Sonho com você
Junte-se a mim
Quero abraçar seu abraço
E beijar o seu corpo

Aproveito-me
Roubo tudo seu
Ate fazer amor com você
E de presente lhe ouço dizer
“quero tudo outra vez”

Depois lhe vejo desaparecer
E volto pra mim
Sentindo seu cheiro forte de amendo-as

Pensando...
O quanto lhe amo!

Inserida por Passageira007