Vaumirtes Freire o poeta do silêncio: Ao voar o beija flor Balançou todo o...

Ao voar o beija flor
Balançou todo o galho.
Levou nos olhos o orvalho
Deixou suas lágrimas na flor.
Ao acordar a linda flor
Bincou com as gotas no galho.
Pensando serem orvalhos
As lágrimas do beija-flor.

Inserida por vaumirtes