Poeta José Dionísio Sobrinho: Quando falo em felicidade Não é casa,...

Quando falo em felicidade
Não é casa, dinheiro, nem mobília.
Me refiro à minha família
Que a mim só dá tranqüilidade
Com isto me sinto à vontade
Em ver todos olhando para mim
É por isto que hoje digo assim:
Viver bem cheio de projetos
Meus filhos, meus genros e meus netos
São as flores que enfeitam o meu jardim.

Inserida por poetajosedionisio