Luciana Horta: Penso que um retrato da vida poderia ser...

Penso que um retrato da vida poderia ser o eletrocardiograma
Ora em picos elevados ora em baixa ora estável
Mas sempre num movimento contínuo de instabilidade

Talvez por isso que só no momento que o coração pára é que a vida fecha um ciclo
Outros órgãos podem parar e até serem retirados do nosso corpo que a vida continua
Mas sem o coração tem um fim

Pensando assim começo a não temer tanto o provisório, o temporário
Porque entendo que nada na vida é permanente
Por mais estável que pareça

Pensando assim reforço minha tendência de agir com o coração
Permitindo-me ter baixos sim
Mas ainda e por muito tempo com o coração batendo forte

Inserida por LUCIANAHORTA