Laura Negreiros Figueiredo: Por que se confundiu e por que me...

Por que se confundiu e por que me confundiu?
Por que nos confundimos?
Seria tão mais fácil se não houvesse confusão.
Se tudo isso, não passasse perto de ser uma ilusão.

Onde se escondeu todo aquele amor?
Aquele mesmo, que nos causou tanta dor.
Dor pior do que a indecisão, jamais senti.

Um belo galanteador, com tuas sábias e belas palavras me conquistou.
Aprofundou-se em minha alma e desvendou meus segredos.
Passou-se por amigo, para não me causar medo.
Iludiu meu frágil coração, abandonando-o então, quando se libertou.

Libertou-se do cárcere de sua alma, mas aprisionou a minha nesta ferida profunda.
Meus sentidos aos poucos se dissipam, quando vejo em teu rosto um sorriso de alivio.
A felicidade, em outra direção encontrou, quanto a mim, ainda aqui estou.
Presa, fechada, nas prisões colossais e abandonadas na dor do calabouço atroz, funéreo.

Inserida por LaurinhaBH