Yuri Guedes: Perfume de mulher Senti o teu perfume no...

Perfume de mulher

Senti o teu perfume no ar, mas ele não fez você a mim chegar.
Do teu cheiro, do teu cabelo, como negar a beleza de teu olhar...?
Você não percebe o que tenho a te falar. Assim como o seu perfume, minhas palavras a ti se espalham no ar.
Sons do amor a uma mulher que ouve, mas não escuta. Vê, mas não enxerga. É amada, mas não sente, nem por de repente.
E como no poema "A quadrilha" de Drummond, amo ela, que ama outro, que ama alguém... Que acaba em nada para todos que aguardam.
O amor foi inventado para amar e não guardar. Mas... e o medo? Outro erro. A vida é curta, e há de se arriscar.
É perigoso. E que o seja. A adrenalina da ansiedade e da expectativa percorre todo o corpo, enquanto se contempla a beleza da mulher amada.
Nesta hora, o perfume é o cartão de visita a princesa querida. A facilidade, porém, não é normal para o encontro com ela, a mulher pretendida.
Eu tento, ela tenta. Eu quero, ela quer? E passam-se as horas, ás vezes sem sucesso ou com sucesso de se encher os olhos e corações.
Mas para resultados diferentes, só há um caminho a percorrer, ao se dizer:
- Mulher, do mesmo modo que teu perfume chega a mim, dê-me a oportunidade de meu amor chegar ao teu coração, para saber se te mereço ou não!
(Yuri Guedes)

Inserida por Sil1