Marques Bueno: “As diferenças” Sem lugar a mesa...

“As diferenças”

Sem lugar a mesa não queria um jantar a luz de velas, nunca fui muito eloqüente.

Minha vida é simples, apenas um cigarro de paia, um prato modesto sacia a fome danada.

Os brilhos, as luzes que ditam sua jornada, ofuscam a chama do meu lampião aceso.

O brilho da lua norteia a jangada, o pedaço do sol comprado por ti; desprezível sorriso.

Seu mundo é a vida largada, o meu é a alegria do simplório canto da cigarra.

Seu carinho é uma folha sem nome, teu apreço descartável, tortura àqueles dias de entrega insensata.

Meu pequeno vilarejo, nunca te disse nada, os monumentos à porta de sua casa; degraus pequenos...

Inserida por MARQUESBUENO