Marques Bueno: “O que esperar?” Estou cansado de...

“O que esperar?”

Estou cansado de perder as horas, noites em claro, sonhos de ilusão; os minutos despejam sobre mim o seu tempo petrificado, congelando o momento, mostrando um espaço incapaz, sem fim.

Estou feliz por enfim ter evitado um conflito infeliz,dono de mim tenho controle do tempo e o que falo,resgatando de forma polida, o brilho outrora ofuscado, manchado, perdido.

Mandei um recado impensado, uma briga contida, diferente do que falo, onde recito murmúrios, apreço e homenagem; um dia querido.

Mandei alguém à porta fechada, batia em vão e não ria; o silêncio enfim imperava, de forma sabia assim sorrindo.

Estou a um passo de conhecer meus domínios, deixar de lado falsos amigos, dar risada da ironia barata, respeitar o errado, ensinar se for preciso de mansinho uma vida pacata.

Estou prestes a cometer uma matança de tudo o que é falso ingrato e altivo, impropérios descalços, uma carta vazia, a lembrança deixada, a velhice no asilo; dias sem nada.

Inserida por MARQUESBUENO