Jeremias Kllarvini: Quase dormindo De manhã estou dormindo,...

Quase dormindo


De manhã estou dormindo,
O sol batendo em meu rosto,
Acordo adormecido
Isso pareci um calabouço.
Clarão no vitrô molhado,
Com sereno prateado.
Noites mal dormidas
Com pesadelos assustadores
Corro pra a varanda,
Os meus amigos são traidores,

Esqueci, não estou dormindo,
É tudo uma realidade,
Mais não estou ferido,
Nessa guerra sem amigo,
Se perto está,
Onde será,
Quem sentirá
Grito choro sem parar,
Esse grande sofrimento
Escura tristeza já estou vendo





Fim de todos... Fim de todos...



Vi todo mundo dormindo,
E eu de olhos alertos,
Na rua estou sozinho,
Mais com pensamento aberto
Nuvens cinzas me cobriu,
Meu lindo horizonte negro
Que até agora não sumiu
Desse enorme pesadelo.
Meu cérebro está atrofiado,
Sou humilhado e fracassado
Nessa guerra de covardes
O sol aqui nasce mais tarde
Da grande luta sou comum
Que só Deus è o numero um…

Inserida por Kllarvini