Jefferson Assunção: Quem sou eu? Não sei se saberei...

Quem sou eu? Não sei se saberei responder, mas vou tentar. Sou um cara complexo, por mais redundante que eu esteja sendo, pois a espécie humana é complexa. Sou um cara cheio de defeitos, manias e excentricidades, mas tenho algumas qualidades e virtudes também. O que posso dizer é que não possuo opinião formada acerca de nada, apesar da maioria das pessoas dizerem que devemos possuir sempre uma na ponta da língua. Como disse certa vez Raul Seixas, eu prefiro ser essa metamorfose ambulante, ou seja, sempre mudo meus conceitos e opiniões, estou sempre aberto para ouvir as idéias alheias e, aceitá-las, caso sejam plausíveis. Não sou comunista, nem esquerdista, como algumas pessoas costumam pensar de mim, sou um cara mais de centro, mais diplomático, até porque o comunismo acabou. Agora socialista, isso sim eu sou. Me preocupo com as causas sociais, com os outros indivíduos e com o futuro do meu país, apesar de sempre difamar o povo que pouco luta para melhorar os problemas da nação e da maioria de nossos políticos, que estão preocupado apenas com eles mesmos. Odeio ser pretensioso, arrogante e também odeio as pessoas que possuem tais características. Aliás, eu odeio quase tudo, acho a maioria das pessoas idiotas ou, no mínimo, tolas ou alienadas. Sou pessimista, mas no sentido literal da palavra, ou seja, tenho a tendência de pensar que está tudo péssimo e há muito para melhorar, mas não sou negativista como muitos pensam. Também não tenho esperanças quanto a nada, esperança é para os preguiçosos, prefiro lutar pelos meus objetivos e torcer para que se realizem, não ficar esperando que as soluções caiam do céu. Tenho sonhos, mas esses são coisas menos palpáveis do que os objetivos. Sonhos são para você fugir da rotina, servem como escapismo, lógico que devemos procurar realizá-los, mas se não conseguirmos, não é motivo para choro, apenas para comemoração por ter tentado. Sou existencialista sim, admito, mas é porque odeio uma vida sem questionamentos, acho que por isso adoro os filmes do Bergman. Não sou depressivo, como alguns insistem em dizer, a depressão é para os fracos, só que às vezes fico triste, como todo mundo, aliás. Não dá para aceitar o que os outros falam sem questionar, sem ter espírito crítico. Sou uma pessoa simples, me satisfaço apenas com um bom filme ou um bom livro, isso já basta para me fazer feliz. Não sou perfeito, ainda bem, pois se não fosse assim, estaria completo e ser completo não tem graça. Uma pessoa completa não questiona e não tenta melhorar seus erros, pois não possui defeitos. Adoro a rotina, odeio mudanças bruscas, exceto em meus conceitos e opiniões e, acima de tudo, aceito críticas e as ouço com atenção para buscar sempre melhorar e corrigir meus erros. Não sou ateu, mas também não me peçam para aceitar a “coleira” que todas as religiões tentam nos colocar. Possuo minhas crenças e elas são minhas, por isso não me peçam para partilhá-las. Sou detalhista e, acima de tudo sou perfeccionista, não chego a ser um Stanley Kubrick, é claro, mas gosto de tudo bem feito. Sou uma pessoa sincera, odeio mentiras, apesar de às vezes eu fazer isso. Não sou racista, preconceituoso, etnocêntrico, homofóbico ou xenófobo. Respeito as outras pessoas, suas opiniões, seus modos diferentes de encarar a vida e a cultura alheia. Odeio pessoas que falam o que não sabem, que reproduzem besteiras que ouviram com outros idiotas. Possuo memória fotográfica, lembro de todos que vi pelo menos uma vez na minha vida. Tenho uma memória excelente, guardo todas as informações, principalmente sobre cinema, às vezes me impressiono com a capacidade de meu cérebro. Sou paciente até demais com coisas que não seriam necessárias de sê-lo e apressado com outras situações em que seria melhor ser metódico. Sou inteligente, às vezes até um nerd ou cdf chato, mas prefiro ser assim do que ser idiota, tolo ou alienado, mas às vezes me comporto como um completo imbecil. Não tenho mais paciência pra ficar me descrevendo, acho que já disse tudo que podia e que não podia sobre mim. Façam suas escolhas, querem ser meus amigos ou não?

Inserida por assuncao33