Chana de Moura: Eu só queria dar continuidade à...

Eu só queria dar continuidade à estagnação,queria ficar aqui, muda, anestesiada, imóvel.
Carne serena e coração denso, como sempre transpareci.
Então, surgem os corvos para roubarem-me a paz do nada, do não-sei, do tanto-faz.
Não queria sentir frio na barriga ou vento nos cabelos, não mais. Afinal, isso tem sempre um fim. E o fim é o que mais me intriga.
A tempestade chega, e o sol demora a raiar. O vidro trinca, o sonho acaba.
Mas, hoje, todo o tanto-faz converteu-se em um querer que me arrasta céu afora, que doa a mim as longas asas negras dos corvos que querem me tomar de novo o coração.
E voarei livre, olhando o encontro azul que a música dizia, e agradecendo ao poeta pela poeira da vida, pelo resquício da vontade que agora me levanta.

Inserida por marishi