Desconhecido: Ainda Sou a Mesma... Ainda sou a mesma,...

Ainda Sou a Mesma...

Ainda sou a mesma, só me falta um pedaço.
Ainda sou a mesma e a esperança me move, como leva a semente ascendendo ao encontro da luz ou o ser informe em seu casulo trancado, sonhando perfumes.

Falta-me uma parte e andaria trôpega, não fosse a esperança, arrimo e leito de abrigar aqueles que, do amor, só carregam as correntes.

De que me farto?
Daquilo que me permite a melancolia dos dias transformados em gavetas entulhadas de sonhos, lembranças e palavras de amor devolvidas.
Farto-me de todos os carinhos presos em minhas mãos, sem dono, sem solução.

Falta-me uma parte,
mas me sobra a coragem das borboletas
e suas asas de papel em perene e colorida indecisão.

Sem asas, sou andarilha e atravesso a solidão.
Sem norte, vagueio em vigílias,
barco desancorado em águas de ilusão.

(você se foi e eu fiquei ainda)

Inserida por KarllaDiAraujo