M. Diniz: Liberto-me! Apenas me deixo fluir e...

Liberto-me! Apenas me deixo fluir e sintir!

Faço-me e refaço-me.Me reinvento,mudo meu passo crio-me com consciencia daquilo que sou e o que posso me tornar.

Dou-me vários nomes,mas um de cada vez apenas para ter o sabor de mais vidas....Tenho mais de sete,muito mais de sete!

Brinco com meus risos,desesperos,desapegos,e quando findo-me me redescubro!

E passo a brincar e brindar novamente!

Não sei o que me leva:inspiração,força,criatividade,divindade!

Gosto de pensar que um pouco de cada me guiar por essas linhas mágicas as quais invento amores e horrores.

Não importa qual é real,o que importa é o que faço ser real atraves de instrumentos.

Libero-me,sonho,amo,brigo,choro,chingo,amo....

Me deixo ser invadida,hora por cousas boas hora ruins...

Não reclamo,apenas faço,crio,amo!

Inserida por Diniz1808