Celi Soares: Gritei,mas ninguém me ouviu. Senti como...

Gritei,mas ninguém me ouviu. Senti como se o mundo desabasse pela segunda vez. Tentei abrir os olhos, mas as lágrimas ardiam demais, mas senti elas rolarem feito cachoeira a baixo. Me encolhi na cama feito um bebê, tentei segurar o choro para não mostrar que eu havia cedido, segurei o coração pra ele não morrer, finge que ia passar.

Quem disse que o amor num dói? Quem disse que meu coração está inteiro? Quem disse que esse sorriso no meu rosto é de felicidade? É só você olhar em meus olhos pra perceber onde estão os pedaços do meu coração, pra saber o que se esconde por trás de um menina-mulher, que parece tão feliz e tão segura.

Pior que te perder uma vez, é ter a chance de te ter de volta e nem ao menos conseguir te tocar! Por uma noite, senti você me amar, olhar nos meus olhos e dizer que não vive sem mim. Que amor é esse que escolhe quando aparecer, que não sabe o quanto dói, e que nem imagina o que é a palavra: “Eu te amo”, se dita da boca pra fora.

Descobri que o privilégio de ser amado não ficou para todos, e que infelizmente não escolhemos a quem amar.

As coisas parecem tão simples, mas se eu podesse sumir agora, o único lugar onde iria me esconder, seria nos teus braços...

Inserida por celiregina