Eliezer alves da costa: Um viajante em uma de suas viagens o seu...

Um viajante em uma de suas viagens o seu carro deu problema.
O viajante avistou uma casinha de longe, foi ate a casinha, era
um casinha simples que parecia não morar ninguém, tenham
tinha uma panela, e um pote.
Chegando o viajante na casinha encontrou um velhinho deitado
ao lado da rede já nos seus últimos dias, disse filho vem aqui.
Sente-se apenas ouvir minha historia. Aqui neste mesmo quarto
onde estou deitado foi aonde vir o filho que tanto amo nascer.
Sua mãe não agüentou a do parto e com Deus foi morar...
Grei e eduquei,o filho que eu tanto amei,estudou e terminou
seus estudos, ele resolveu fazer faculdade na cidade grande.
Trabalhei para seus estudos sustentar, passava noites acordo
pedindo a Deus pro meu filho sua faculdade terminar.
Passou se quatro anos, ele estava se preparando para festa
da sua formatura...
Vestir o meu palito de saco de estopa velho que usei no meu
casamento, calces meus sapatos velhos, chegando eu vir meu
filho bens arrumado, correndo eu fui para p abraçar, quando eu••.
ele me deu um empurrão. E pai eu tenho vergonha do senhor
olhar como essa roupa velha esta toda suja, sua unhas estão cheias
de terra, seus sapatos estão um nojos.
Com os meus olhos cheios de lagrimas, e com muita dor no meu.
Coração começou a falar... Filho com esse mesmo palito velho, foi
o mesmo palito cem que meu casei com sua mãe. Esses sapatos sujos
são os mesmos sapatos que tiraram sustento para sustentar seus estudos
Essas unhas que ver cheias de terras é mesma unhas que passou anos e
anos trabalhando na roça para hoje você chegar onde esta. Mais eu te
perdoou filho meu... Para minha casinha eu vou voltar, e por você eu
esperar...

Inserida por eliezer