Edson Rufo: Quando eu morri... Eu juro que não vi...

Quando eu morri...

Eu juro que não vi mais nada.
Somente uma luz que clareou, passei pelo tempo
Senti medo. Mas algo me abraçou, uma energia forte.

Eu só pensei aonde esta você? (ela)
Você não poderia estar ao lado mesmo porque já havia partido e eu estava lá somente por você não estar.
Não sei deu para entender, mas quando estava só, senti ainda mais o vazio e procurava por você.
Fui muito longe acompanhado de várias mãos, seguras e sorridentes olhos que brilhavam e me acalmavam.
Alguém me disse: Quem você procura não esta aqui, esta lá em baixo.
Tenha calma, pois você é nosso Mestre é nossa luz é com você que aprendemos e é com você que conseguimos aliviar a dor de outras pessoas

Eu juro não entendi nada. Pareciam horas, dias, meses e eram simplesmente segundos.
Alguém então me disse: Mestre olhe para baixo.
Eu olhei e o que consegui ver foi a mim mesmo tentando sobreviver.
Alguém então disse:
_ Não se esforce, tenha calma você vai voltar.
Queremos somente, Mestre que entenda que alguns sentimentos nos fazem fracassar.
Veja ao seu lado quanta luz que brilha, quanta energia flutua.

Alguém me disse: _ Mestre por mais que ela seja sua, somente ela um dia vai se conscientizar.
Seu coração parou por emoção, tristeza, decepção, desilusão, mas Mestre a solidão é companheira dos nossos dias e por mais que você a entenda assombra.
Quando meu coração parou, eu não senti mais nada, eu só me vi voando disparado ao infinito e pensei: _ Como farei agora para ela entender o amor que tenho.
Algo me abraçou e me confortou foi quando consegui me sentar junto a milhares de pessoas. Muitas delas conhecidas e triste pelo que acontecia
Todas atentas esperando eu falar. Eu respirei abri meus braços e perguntei:
_ Por que deixamos o vento passar? Não respondam.
Essa é uma resposta que eu tenho mais é ela quem vai ter que entender e responder
Pode demorar uma eternidade mais esse é o enigma das nossas vidas que não se cruzam somente por cruzar.
Eu queria dizer a vocês que quando eu vinha para cá ouvindo a sirene alta tocando parecia uma sinfonia, e eu consegui ver a vida em segundos, entendi que agora meu coração que parava era um coração que amava de verdade.
Talvez a hora que eu tiver que voltar e fazê-lo funcionar eu não sei quanto tempo da vida isso levar. Mas eu vou tentar e tentarei.

Agradeço por me receberem e me desculpem o desespero eu não conseguia entender o que estava acontecendo.
Eu sei que morri e agora sei que vou voltar.
Morri por alguns minutos para saber que tudo sempre foi verdadeiro.

Quando olho para baixo e vejo todas aquelas pessoas chorando me corta o coração principalmente por saber que ela não está lá e que todos sabem, por que estou aqui.

Alguém se levantou entre todos e disse:
_ Permita-me falar, Mestre.
Eu sorri.
_ A vida é designada e o senhor sabe por que ela esta na sua vida e sabe por que vai voltar.
O Senhor que as pessoas são materialistas e controladoras e vão te desafiar.
Sabemos da tua força sabemos que iluminado e com certeza você a fará entender de uma forma ou de outra.
Respondi: _ Sim eu sei que posso ajudá-la e ela sabe muito bem disso e posso dizer-lhe que meu sentimento aqui é outro e lá também, sei que ela precisa de mim. Mas se temos que seguir o curso da vida talvez ela tenha que sofrer até entender a unicidade das almas e das energias.
Eu preciso, ou melhor, tenho que voltar àquelas pessoas lá não precisa sofrer nesse momento.
Minha vinda é longa e rápida, mas de uma valia enorme. Somente por saber que todos estavam me esperando, fico feliz e digo que estou desapegado dos sentimentos ruins a ela.
Talvez eu não quisesse mais voltar sei que preciso e vou, mas quero falar algo.
_ A alma ama com o corpo, a vida nos faz chorar, deparamos com pessoas que precisam de nossos conselhos e ajuda.
Alguém que chamamos de alma gêmea, aparece só não sabe que veio pra ficar, por um desespero desconhecido comete erros que nos fazem desesperar.
Não precisamos de ódio, raiva, sentimentos que ferem a nossa alma pura. Não eu disse por dizer que alguém caiu do céu feito uma estrela e que veio para brilhar.
Talvez ela nunca saiba disso e muito menos do laço que temos. Ela talvez ouça palavras que se façam distanciar, mas acreditem que somente o tempo que para nos é nada a fará voltar, por que ela sabe quem eu sou.
Amigos de luz de carinho de amor preciso voltar.
Nesse momento eu abri meus braços senti o vento forte. Voltei a respirar.
Uma voz feminina negra sorridente dizia calma esta tudo bem, você esta aqui.
Eu havia retornado e comecei a chorar feito desesperado, essa negra me perguntou se estava me sentido mal.
Olhei para ela e disse: _ Obrigado por você estar aqui, sei que é sua função, mas também entenda foi sua missão me receber de volta.
Fechei meus olhos e adormeci, naquele lugar frio.

Edson Rufo/final de 2008

Inserida por Edson.Rufo