Gustavo Hideki: Quantas coisas ainda viveram em...

Quantas coisas ainda viveram em palavras, sem sentido experimentado... Como cada causa com seu causador, o amor causa no causador mais dor no que o causado, pela ausência do mesmo, brincar com o impluto sentido das palavras ainda não é melhor do que viver.

Inserida por ghcy