CLAUDIA PEREIRA: CURVAS “Uma reta pode parecer mais...

CURVAS

“Uma reta pode parecer mais segura, mas, nem sempre é o caminho mais bonito.

Projete. Sendo possível, analise a estrada que vem pela frente, mas não deixe de percorrê-la porque nela há muitas curvas. Você pode perder grandes oportunidades.

Evitar as curvas pode tirar de você a possibilidade de viver momentos incríveis, ver paisagens fabulosas e encontrar surpresas inimagináveis.

Sim, há que se ter cuidado. É necessário também projetar a velocidade certa. Nem muito depressa, nem muito devagar. Mas como diz a canção de Walter Franco, “tudo é uma questão de manter a mente quieta, a espinha ereta e o coração tranqüilo”.

Ouse. Não escolha um caminho tão linear. Caminhos unidimensionais te levam sempre ao mesmo lugar e você fica na dependência de que alguém modifique a paisagem, construa ou devaste algo para que, enfim, se possa ver qualquer coisa nova nesta estrada tão comum.

Em algumas ocasiões é preciso afastar de suas idéias tudo o que te parece mais fácil, rápido ou seguro. Porque às vezes, só parece. Depois de muito tempo andando na mesma direção, você vai se sentir cansado e provavelmente não vai prestar mais atenção em nada que esteja ao redor. E é quando perdemos o foco que o caminho se torna longo e perigoso.

Saiba que existirão curvas arriscadas, onde a chance de cair aumenta. Nesta você provavelmente vai diminuir a velocidade, olhar e pensar: “Devia ter escolhido outro caminho”. Mas lembre-se de que muitos já passaram por ela com êxito e que também é possível cair numa reta. Tudo depende do que pode surgir no meio da estrada para te atrapalhar naquele momento. Ainda assim, se dê a chance de experimentar as curvas e todas as novas sensações que percorrê-la pode te trazer.

Planeje, cuide-se e arrisque. “Mas não deixe de fazer curvas.”

Inserida por cpereira604