Rafael dos Anjos: SONETO: ASAS À FELICIDADE A sonhar,...

SONETO: ASAS À FELICIDADE

A sonhar, amar, viver
a buscar sem desistir
Segue sozinho na estrada
vazio sem medo e sem dor

Alimentando-se na esperança
em um mar vasto e sombrio
Não vê passar. Olhos, certezas.
que a felicidade voa ao vento. Relento!

Buscando sem encontrar
na vida ou mesmo na morte
coração aberto a fitar horizontes

Procurando sem achar
no lugar de sonho, estrelas
sem potes de ouro ao final do arco-íris.

Inserida por rafaeldosanjos