Verônica H.: Os presentes e a barba branca nada mais...

Os presentes e a barba branca nada mais representam. Nem ao menos participam do dia em questão. No escuro, uma luz azul se move na parede, refletindo as imagens da televisão. São onze horas e o relógio não dá oportunidade de esquecimento. Cada segundo é um movimento do ponteiro e seu ruído infernal. SO-LI-DÃO. São sete letras da mais pura angústia.

Inserida por veronicah