CalungaDo livro Tudo Pelo Melhor: ..Ofereça a sua vida a voce . Que...

..Ofereça a sua vida a voce
.
Que beleza a alegria de cada momento! O que é a vida senão esse monte de momentos? Viver o momento com tudo o que ele
tem para lhe oferecer, sem pensar. Não pensar em mais nada senão na coisa que está à sua frente, naquilo que você está
fazendo, prestando atenção de corpo inteiro; ser integral com esse momento, entregando-se para sentir as sensações. Que
presente bom, se você se der a importância e o respeito suficientes para se oferecer assim mesmo sua própria vida, dedicar sua

vida a você. Presente divino da natureza, os momentos!
Cada momento com suas coisas mais simples, mais vulgares, mais cotidianas. Que beleza você poder ser cotidiana, ser simples

e vulgar com esta simplicidade. Que beleza você deixar os seus sentidos viverem com abundância o que existe no agora. Que

prazer é viver assim, pois assim é o prazer da vida.
O prazer da vida é o alimento do espírito. O espírito se alimenta, minha filha, não é de preces, não é de religião, nem só de

amor. O amor verdadeiro é se deixar melhor pensamento, a sua melhor atitude, dirigindo a sua atenção para o atraente, para o

melhor, para o mais bonito, para o mais eficiente e para o mais admirável.
Se você se der o prazer, vai disciplinando a sua mente a não se transformar num instrumento de sofrimento e dor, como ela é

até agora. Você vai vencendo a ansiedade e a angústia, vai vencendo as expectativas, o criticismo, o julgamento, as idéias

erradas, o medo, todas as desgraças. E, acima de tudo, vai matando todas as fomes que você tem de alma, de ser humano. As

pessoas pensam:
.— Puxa, Calunga, eu sofro muito. O mundo é terrível. As pessoas são muito ingratas, não ligam para as outras. As pessoas são agressivas e violentas,
são indiferentes.
— Mas será que você não está falando das suas necessidades? Será que não é você que é violenta consigo, indiferente consigo?

Será que não é você que não se deu a atenção devida? O que é, em poucas palavras, a gente dar atenção para nós mesmos?
Atenção para si é prestar atenção nas coisas, é senti-las de corpo inteiro a cada momento. Neste momento, você me ouve e nossa energia se entrelaça: há o seu interesse de ouvir e de aprender e o meu interesse de me repartir com você, de me expandir na sua atenção. O seu momento está cheio do que você está fazendo aí. O momento é o momento. E esse seu momento está cheio do seu corpo.

No seu corpo, há centenas de sensações por minuto, sensações que são vida. O pensamento quer levá-la para onde você não está. Levá-la para as fantasias,
muitas vezes, mórbidas, esquisitas, destrutivas. Muitas vezes, leva ao delírio da divagação do impossível. No entanto, o seu corpo permanece ali, presente, firme, lembrando-lhe a realidade. Que o alimento diário é a realidade.
São as milhões de sensações da luz, das pessoas, das coisas que você está sentindo, do que está fazendo.
Quando o pensamento se harmoniza com o presente, quando ele se integra, a inteligência nos ajuda a fazer uma vida melhor.

Quando nos ignoramos o presente o momento, as sensaçoes e deixamos a nossa cabeça funcionar, criamos a mente, ou a mentalidade, que são os monstros que nos perseguem. Se você quer melhorar a sua auto-atenção,para evitar essa busca constante da atenção alheia, da dependência do outro, do carinho e da presença do outro, a custa de sacrifícios terríveis para você, se dê você a você mesma, dê atenção às suas impressões cotidianas.

É tão simples, tão barato, tão fácil que basta apenas o seu capricho para
consigo para que você melhore profundamente a sua qualidade de vida.
É um exercício porque você não está habituada a isso, está habituada a pensar, desfazendo-se dos momentos e a passar dias,

horas e semanas longe dos seus momentos. No entanto, é necessário um exercício de atenção e persistência para restabelecer a sua relação com a vida, com o momento. Essa paz e essa satisfação geram em você a satisfação do futuro.
Portanto, namore os seus momentos!

Inserida por saioborba