Luiz Gasparetto: Quer mudar comece por você Alimenta-se...

Quer mudar comece por você

Alimenta-se sempre a idéia de coitadinho em seu coração, onde é que você pode estar? Sempre na posição de coitadinho, uai. A vida o trata como coitadinho. Mas o dia em que você enche a paciência e diz: "Chega de coitadinho", você reage e a vida reage também.
Os outros não tem nada com isso. Tudo é você. Não venha me falar de Deus, porque Deus é perfeição. Deus é a vida. Mas é você quem vai decidir, porque tem livre-arbítrio, poder de escolha. Agora mesmo você pode acreditar no que esse negro está dizendo ou nem dar bola. Você é livre. E quem pode com você? Ninguém pode. O que é seu, é seu. Seu poder de escolha é seu. Ninguém pode interferir aí dentro. Mesmo que eu tentasse interferir por fora, pressionando, você, aí dentro, poderia me rejeitar:
- Besteira.
Esse planeta aí é bom para quem é bom. Para quem pensa nas coisas boas, quem resolve lagar os medos, as besteiras. Medo de responsabilidade. Uai, quem pode viver sem responsabilidade? Todo mundo tem e vai sempre ter. Por mais mendigo que você seja, tem que pensar no prato de comida que tem que arranjar. É sua responsabilidade manter você vivo, procurar comida nem que seja na lata de lixo. Quem que não tem responsabilidade? Todo mundo tem. Besteira. Quando a gente vai perdendo as besteiras, vai tirando as barreiras, os pensamentos atrasados que fazem da vida da gente um inferno.
Tem gente que sabe fazer as coisas boas mas não faz. Se a pessoa já aprendeu a resolver o problema dela através da negociação, do jeitinho, se já sabe fazer as coisinhas um pouco melhor mas, de repente, resolve apelar para a guerra, para a matança, para a ignorância, essa pessoa, no primeiro tiro que der, leva outro na cara. Volta para ela. Mas só volta olho por olho, dente por dente, se a pessoa não estiver fazendo o melhor dela. Se, logo em seguida que ela levou aquilo, resolver mudar, acaba tudo.

- Não, não, vou fazer o meu melhor.
Fez o melhor? Acabou tudo. Doença, sofrimento, tudo isso é criado por nós e pela nossa ignorância. Se você está fazendo seu melhor, as coisas vão bem. Muitas vezes, para você, o melhor é evitar o dinheiro, porque assim você não tem problema. Então, quando está atraindo o melhor para você, está atraindo a pobreza, porque ser pobre é melhor. Mas, o que é melhor para você? Provavelmente não é o que você sonha, o que gostaria, mas é o que você acredita. Acredita que riqueza é perigoso. Então na hora do melhor, o que vem? Pobreza, porque você acha que é bom.
Não ter amor é bom, porque você fica seguro. As coisa complicadas, é bom, porque tem valor. Então você fica caçando as coisas raras, difíceis, para se sentir valorizado. Compra aquela pedra rara, aquela roupa rara, só para se sentir valiosa. Uai, quando você procura o que é bom, vem o quê? O difícil. O seu critério do que é bom é o difícil. Foi você quem fez. O dia em que mudar: “Não, só o facinho é que é bom", vem tudo fácil. Tudo está na cabeça da gente, as melecas das porcarias em que está acreditando.
A maioria das pessoas para acreditar em besteira é um desgosto. O outro falou, já acreditou. Ouve as bobagens que os outros falam. Parece que tem preguiça de pensar. Mas a vida judia, porque o que você planta, você colhe. Então, vai ter que repensar tudo, queira sim, queira não. Pois, você é a lei. Você falou, declarou, está escrito. Falou mal o outro, desejou para o outro, vem no seu caminho. Quando desejou, declarou e quando declarou virou lei.
Todo mundo gosta muito de lutar para mudar de vida, para melhorar, para conquistar todo o tipo de desejo, mas não adianta lutar não.
Deixem que o ser que emerge o seu espírito fique no bem na Luz, no seu colorido e na sua beleza natural. Pelo amor de Deus, não trilhem esses caminhos de mudar tudo em vocês para melhorarem e agradarem aos outros para vocês melhorarem basta se cuidar, amar-se, aceitar-se.
Larguem as ilusões e os modelos que atormentam as suas cabeças e entrem no vazio, no nada, que tudo de bom atrai.
Vão lá para o vazio do seu peito, vamos! Lá está a verdade.
Larguem a cara fechada, sem brilho, afinal, por que vocês estão fechando a cara? É um tal de fechar a cara, de fechar os braços, de cruzar as pernas; é um tal de segurar tudo em vocês, de se esconder do mundo e dos outros, com um medo danado de se mostraram como são.
O que vocês estão segurando tanto?
Vocês sabem que quanto mais lutam, menos têm; que quanto mais desejam, menos recebem. Isso acontece porque vocês vivem desconectados da própria verdade, do seu espírito.
Reparem como tem sido as coisas do “vem” na vida de vocês: amor vem, dinheiro vem, oportunidade vem, solução vem, enfim, tudo vem, independentemente da sua vontade, e somente na hora que tem de acontecer.

Vem!
Eu queria muito que vocês ficassem na posição em que “tudo vem”.
Pra que pelejar? Qualquer caminho é caminho. Por que vocês ficam escolhendo caminhos?
Parem de lutar, parem de correr atrás das ilusões, parem de querer escolher coisas que vocês achem melhor para suas vidas.
Larguem também a própria idéia de felicidade, porque todas as formas de felicidade que vocês criam para procurar a felicidade são um monte de ilusões.
“Não há felicidade nas nossas ilusões. Só o nosso espírito sabe onde e o que é bom pra nós. Quando ele age assim, livre, ele tudo nos dá.”
No começo, a gente até estranha o que recebe, parece que não é bem o que queremos. Mas depois percebemos que tudo tem a ver conosco, que tudo é muito bom, maravilhoso e mágico.
E na paz, na soltura, tudo nos vem de forma fácil. Porque quando é do quere do espírito, tudo bate na porta da nossa casa com a maior felicidade do mundo.
Mas, quando não é para ser nosso, quando é fruto do nosso “quero porque quero”, a gente fica pelejando, lutando, matando-se por pouco.
Por muito pouco.

.O espírito quer abundância, ele gosta de folga e liberdade. Compromissos são apenas tarefas que nos prendem ao mundo exterior, e não são liberdade do espírito.
E de que adianta pra vocês esta preocupação com os compromissos? Muita dor, não é?
Mas então vem o espírito e mata vocês, mostrando que estão preocupados à toa.
De que adianta se preocupara com o que não tem solução imediata? O que não tem solução, solucionado está. O que não pode ser feito, feito está.
Não adianta sofre porque conta do banco está negativa ou porque o empréstimo venceu. Isso tudo só leva a um enfarto e pronto .... morreu! O banco fica com a dívida e o seguro paga, mas pra você acabou. Então, de que adiantou a sua preocupação?
Pois é, a gente gosta das coisas muito certinhas, não? A gente foge das coisas desonestas. Mas mesmo assim, o espírito traz, o espírito tudo provê na hora certa, não precisamos entrar na fantasia da desonestidade.
Às vezes tem gente por aí que entra na desonestidade para conseguir as coisas, “força muito a barra” até se comprometer . É claro que vai atrair desonestidade, traição, doença, e fazer da vida um inferno de preocupações. Atrai bagunça, desarranjo, desordem e loucura na vida. E o pior é que tudo isso pra nada ...

.Larguem, então, insisto, fiquem no seu espírito. Tudo o que vocês precisam vem do astral. Até lição de vida.
Soltem-se no vazio do peito, deixem a cabeça ficar naquela incerteza gostosa. Esqueçam essa mania de ter certeza, de querer ter segurança.
Deixem o espírito tomar o leme, deixem no guiar sua vida, deixem as forças divinas funcionarem. Vocês vão tocando, vivendo um dia de cada vez. Não deixem suas cabeças atormentarem os seus espíritos.
A cabeça tem que ficar na “boa” , na paz mental.
Paz minha gente. Paz.
Paz na sua vida. Nada é mais importante, o resto só faz vocês se preocuparem e sofrerem.
(Calunga, do Livro verdades do Espírito)

Inserida por saioborba