Lienne Liarte: Meu coração foi alugado e o contrato...

Meu coração foi alugado e o contrato era tão bom para ambas as partes,
Que se pensava em transformar em leasing com opção de aquisição.
Mas o inquilino começou a falhar,
um risco aqui, uma rachadura ali, uma quebra acolá.
Até que partiu sorrateiro, não honrando os compromissos assumidos
E deixando um enorme vazio.

Como a vida não pára, para que se possa chorar,
Sacudi a poeira, deixei entrar a luz, colori o ambiente de arco-íris
E abri a porta!
E de novo existe um coração vago,
Mas está tão arrumado,
Que logo será ocupado!

Inserida por Liliarte