Marques Bueno: “Mar de devaneios” Uma alegria me...

“Mar de devaneios”



Uma alegria me consome tal qual como a qualquer homem.
Uma alegria me escapa tal qual aquela velha trapaça.

Uma tristeza me contempla tal qual a risada que desrespeita.
Uma tristeza me tentava, tal qual uma fera enjaulada.

Uma alegria me persegue, tal qual a fala que enaltece.
Uma alegria me transforma tal qual a bela jovem que espera seu romance agora.

Uma tristeza me causa mal estar, tal qual a fruta estragada no pomar.
Uma tristeza me respeita, tal qual um silêncio sereno à beira do mar.

Uma loucura disse sim, do outro lado a realidade mostrou seu não.
A onda levou meu sonho sim, trazendo a tona outro sonho em vão.

Inserida por MARQUESBUENO