Calunga do livro Um dedinho de Prosa: Tudo na vida depende Tudo nesse mundo...

Tudo na vida depende

Tudo nesse mundo depende._
O que você é, Calunga?
_ Depende da situação. Depende do que eu sinto.
_ Você é uma pessoa brava?
_ Ah, não sei. Depende do dia, da hora, do que me façam, eu sou ruim. Dependendo, eu sou manso, quieto, carinhoso. Depende.
_ Você é uma pessoa segura?
_ Depende. Quando eu sou seguro, eu sou seguro. Quando não sou seguro, não sou seguro.
_ Você é um mentor?
_ Quando eu sou mentor. Tem hora que sou meio obsessor, também. Tudo depende, porque eu desenvolvo a perspicácia, que é a esperteza inteligente, o alerta constante. É estar ligado, sem nenhuma regra. Olha lá, você que gosta de ser seguro, de ter regra para tudo.
_ Ah, Calunga, como vou fazer se acontecer assim, assim, .....?
_ Não sei, não. Se você não desenvolver a perspicácia, não vai conseguir nada.
_ Mas como eu faço para desenvolver a perspicácia?
_ Primeiro passo: jogue fora as regras. Diga não sei. Segundo: jogue fora a sua rigidez. Eu sou assim; eu não sou assado. Isso é proibido. Isso não é moral. Isso não é decente. Decente é só assim. Pare com isso. Diga: olha, não sei. Tudo é possível. Depende. Se o ambiente for opressor, vou ter que usar o que sei e o que não sei.
Se a coisa me machucar muito, eu vou berrar muito. Se me derem um tapa, pode ser que eu dê um tapa. Mas pode ser que não faça nada. Depende. Eu não sou de nada e sou de tudo. Sou livre, mas estou ligado. Sei que dentro de mim há muita coisa que nem sei que tem, mas tem. E que as correntes do inconsciente me trazem muita coisa a cada hora e, a cada hora, me trazem uma coisa certa. Eu confio. Por isso, tudo depende.
_ Ah, porque eu sou seguro, sou firme. Comigo, tem que ser assim, se não não aceito.
_ Olha que você vai ter que engolir isso cedo ou tarde. E ainda vai ter que calar a boca. Então, não dificulte. Melhor dizer: dependendo da situação, eu aceito e fico quieto. Dependendo, eu brigo e não aceito. Não tenho nenhuma firmeza, nenhuma rigidez. Para ser seguro, a gente precisa ter perspicácia. Posso falar com os outros de tudo quanto é jeito. Tem gente que diz: Ah, não posso ser agressivo com os outros, porque isso é feio. Falo sempre com jeito. Acho que é melhor.
Tudo depende. Tem gente que se você não der uma mordida bem mordida, a pessoa não te respeita, não é verdade? Tem hora que precisa saber morder.Dependendo, você morde, grita e mostra os dentes. Dependendo, você é educado. Dependendo você é amoroso.
Assim, você vai ter os rins fortes, a circulação forte. As juntas do corpo flexíveis. Você nunca vai cair e quebrar a perna. Tem muita gente quebrando a perna ou o braço porque não quer ser relativa, não quer ser flexível. Não quer usar o verbo “depender” para ter a capacidade humana de ser plástica, de se ajustar á necessidade de cada situação.
O nosso organismo é uma das coisas mais adaptáveis do planeta. A alma, a cabeça, o corpo, tudo isso é adaptável, mas é a gente que encrenca. Vamos então parar de encrencar. Dependendo da situação, vou ver como vou ficar. Não tem esse negócio de pensamento predeterminado ou de personalidade rígida. Não tem nenhuma expectativa. Tudo vai depender;
_ Hoje, eu estou bom. Amanhã, não sei. Não conto com ninguém, não. Conto só mesmo com DEUS. Do resto, a gente nunca sabe.
Não queira brigar com a vida. Fique em paz porque tudo depende.

Inserida por saioborba