Leonardo ítalo inácio (leo bala): Quando o fim chega. Mesmo não parecendo...

Quando o fim chega.

Mesmo não parecendo provável.
Mesmo quando é bom de mais para chegar ao fim.
Ate mesmo quando não queremos ou lutamos para que isso não aconteça.
Na vida tudo tem um começo, um meio e um fim.
O fim sem duvida acaba sendo o pior, o menos aceitável, o mais doloroso.
E tudo acaba de certo modo voltando ao começo.
Escutar a mesma musica melancólica, ter os mesmo pensamentos positivos, ou negativos ao extremo, as mesmas atitudes de farra ou agonia. Tudo na tentativa de se conformar com o fim ou a perda adquirida.
Amigos, consolo, festas ou até mesmo o refugio da cama. Nada é capaz de acalmar, de saciar nossa fome de fazer tudo de novo, de recomeçar, de mudar as palavras, ou mesmo nunca dizê-las.
Mais o fim esta ai e nada pode mudar. Como o nome diz, “é o FIM”.
Solução?
Amigos, família, bebida, festa, cama, musica melancólica, etc...?!
Tudo que venha para ajudar é valido. Só que uma coisa é certa, nada como o tempo, nada como o vento, nada como um novo lugar junto de uma nova pessoa.
Nada como uma imensidão de uma boa nova.
Junte os cacos, reconstrua o castelo, levante a cabeça, abra um sorriso.
Mesmo que este tão sofrido fim tenha chegado, que tudo não imaginado tenha acontecido, que nosso mundo tenha desabado, ha sempre um novo começo.
Começo este que mesmo ao lado de quem você já teve um fim, será um começo.
O começo torna a alegria!
Mais não se iluda, este começo só tem um destino, que será mais uma vez o “FIM”.

Inserida por leobala