Jaak Bosmans: Amante e amado Na penumbra um corpo...

Amante e amado

Na penumbra um corpo doente
Separado por espaços e tempos
Espera ainda ser amante e ser amado.
Ainda há marcas de desencantos
E o pequeno sorrir de uma esperança.

Vê pela janela sombras que desenham
Os corpos de seus desejos.
Percebe toda sua vida ainda a ser vivida
Com brilho nos olhos e coração parando.
Em gritos majestosos, choro e alegria,

Conquistou para sempre,
O seu ser amante e o seu ser amado.
Com os remendos feitos e costurados entre os dois,
Num só corpo dormente, estendido em nuvens,
Que passam e se desmancham.

Jaak Bosmans 13-01-09

Inserida por JaakBosmans