Luiz angelo vilela tannus: I R O N I A conto Geane era uma linda...

I R O N I A
conto

Geane era uma linda universitária, dezoito anos, filha de um bem-sucedido empresário da cidade do Rio de Janeiro.

Cursava psicologia em uma conceituada universidade e divertia-se em analisar o comportamento das pessoas, esnobando-as, na medida do possível.

Tinha várias amigas e sobressaia-se às mesmas, não só pela sua indiscutível beleza, mas sobretudo pela espontaneidade e simpatia.

Com esses atributos, não seria difícil imaginar sua facilidade em conseguir admiradores e eventuais namorados.

Gostava, principalmente, de brincar com o sentimento dos rapazes.

Seduzia-os e, pouco tempo depois, dispensava-os com a maior naturalidade.

Naquela tarde ensolarada, no Leblon, Geane conhecera um belo rapaz.

Diferente dos demais, que a lisonjeavam em excesso, despertando lhe rapidamente o desinterêsse; Roberto era sério, falava pouco, e não manifestava qualquer interesse por futilidades.

Dentro de poucos dias, após alguns encontros e telefonemas, começaram a namorar.

Mesmo estando entusiasmada com Roberto, Geane não perdera sua obsessão por sentir-se dona da situação, e insinuou que gostaria de ir com ele a um Motel.

Escolheram um Motel de luxo. Cada um foi em seu carro.

Entre carícias e beijos, Roberto insistia no uso de preservativo, justificando ser mais seguro para ambos, ao que ela retrucava:

---- Eu confio em você! Não precisa usar preservativo. Se você insistir nisso, vou pensar que não confia em mim.

---- Eu insisto, por ser mais seguro, Geane. Você é uma garota inteligente, deveria saber disso...

---- Com preservativo, não quero! Retorquiu Geane.

Depois de tanta insistência e já completamente excitado, Roberto cedeu.

Após exaustiva noite de amor, ambos adormeceram.

No outro dia, ao acordar, Roberto viu-se sozinho na cama.

Levantou-se, vestiu-se e, ainda sem entender direito o que havia acontecido, foi até o banheiro.

Foi grande sua surpresa ao olhar para o espelho e ver escrito com batom: "ESTOU COM AIDS, ROBERTO! ATÉ NUNCA MAIS! "

Roberto interfonou a portaria, pediu a conta, e soube pela recepção, que esta já havia sido paga pela garota.

Ele entrou em seu carro, e foi-se embora.

No dia seguinte, Geane contou a todas as amigas o que fizera, vangloriando-se, por ter feito mais um rapaz de idiota.

Vários dias passaram-se e Roberto não mais foi visto por ninguém.

Geane, que até então se divertira com o desaparecimento do rapaz, passou a sentir-se preocupada com sua prolongada ausência.

Resolveu, então, telefonar-lhe.

Uma tia de Roberto atendeu ao telefone.

---- Alô! Aqui é a Geane. Gostaria de falar com o Roberto. Ele está ?

---- Sinto muito mas você não o encontrará mais.

---- Mas por que ? Ele viajou ? Será que está com raiva de mim ?

---- Roberto morreu ontem ! Suicidou-se !

Completamente estarrecida, Geane perguntou:

---- Mas por que ele fez isso ? Ele tinha algum problema ? Deixou uma carta ?

---- Sim ! Ele havia contraido AIDS há mais ou menos um ano, e deixou uma carta dizendo que já não suportava mais enfrentar a luta contra essa terrível doença, pobre rapaz...

Inserida por luanvita