Maisquetudo: Eu ontem beijei-te... e gostei!!!...

Eu ontem beijei-te... e gostei!!!
Acordei de um sonho louco ás três da manhã.
...
Encontrei-te numa espera onde a chuva se conjugava com o vento.
Onde o vento abençoava o teu corpo...de uma noite ébria de frio em busca do calor dos corpos...
Levantei-me da cama a correr...
A lua ía cheia e alta,
Os teus lábios ainda quentes nos meus faziam-me vestir a roupa a correr,
desci quatro da manhã e o relógio contradizía-me,
todas as donzelas de beijos quentes adormecem nos teus lençóis neste momento...
Não quería saber...
só pensava... beijei-te e gostei,
onde andas tu sombra do meu sonho,
névoa do meu desejo.
Não sei o teu nome, nem os teus gestos,
tenho na presença só o teu perfume e o toque dos teus lábios.
Beijei-te num sonho, e dum sonho não passas-te.
Mas mesmo assim...
Aqui estou a correr ao teu alcanço...
Quero ver-te, quero ter-te, quero sonhar e amar-te...
A chuva corre, estou encharcada...
Mas mais encharcada está a minha alma,
de vir de um sonho e dizer os teus planos não são esses...
...
E agora tenho que chegar...
O carro não quer pegar...
E eu só penso... nem o seu nome sei...
nem o seu olhar sei se me confunde...
mas beijei-o... e gostei...
Já vou a cento e vinte...
O carro quase foge, mas mais persinto a fugir...
A vida daquele beijo que viví...
...
Chego ao lugar...
E vejo um carro parado...
ninguém lá dentro...
Olho para o relógio...
Cinco da manhã...
Lembrei-me agora...
no beijo eram quatro da manhã...
Que confusão...
será que este carro é daquele rapaz...
Será que só cheguei atrasada...
Perdí o beijo,...
Ou só perdí uma noite de sono...
Nunca ireí saber...
derijo-me para o carro...
Não acredito...
Não pega...
Esqueci-me do telemóvel...
Tudo por um beijo que ainda me estremece...
Tudo por um caminho que percorri...
E não te vi...
Vou para a estação...
Deito-me num banco...
Adormeço...
E penso...
Beijei-te...
E gostei...
Onde andas minha assombração...
Minha perdição...
Estou tão confusa...
...
acabo de acordar...
Não acredito...
são 11h da manhã...
como me deixaram dormir tanto tempo...
...
ok...
feriado...
vazio...
...
Levanto-me...
Acaba de chegar um comboio...
Vou apanhá-lo...
ele vem alí...
acabou de descer...
vejo-o ao longe...
não acredito...
é a minha visão que está deturpada de uma noite inflamada de sentimentos...

quem és...
quem és tu que acabas de descer do comboio...

- Vim buscar o meu carro... e... eu ontem beijei-te...

Inserida por maisquetudo