Marques Bueno: “A arte de ser alguém” Procuro a...

“A arte de ser alguém”


Procuro a sombra em meio ao sol,escondo-me atrás das pontes daquele atol.

Vasculho um horizonte sem sair do chão,anseio por uma fonte de ingratidão.

Sou impaciente,não insolente,sou um louco consciente da loucura que acossa minha mente intransigente.

Sou apenas um,não ausente,não um objeto obsoleto,apenas alguém custoso que pensa um pouco diferente.

Tenho pensamentos corriqueiros,sonhos e desejos prisioneiros,mente vigiada e com censura,trazendo a inútil paz em minha clausura.

Tento ser capaz,deixar de lado idéias quiméricas,ter a fala afável,atravessar um mar a nado sem pensar no outro dia.

Procuro ser alguém ou um ninguém,ir mais além ou não ter vez,sentar e esperar um trem que decerto;nunca vem...

Inserida por MARQUESBUENO