Wana Karen Cristine B de Moraes: Estava pensando neste momento, em como...

Estava pensando neste momento, em como as crianças são peritas na arte de se envolver totalmente com o que quer que estejam fazendo no momento. Minhas sobrinhas então, nem se fala... Minha pergunta é a seguinte: Como elas conseguem ficar totalmente focadas no que estão fazendo? São tão pequeninas... Quando comem apenas comem, quando brincam, apenas brincam... É impressionante como elas se lançam de cabeça em suas atividades.Elas não dão aquele “pit stop” pra descansar, é impressionante, se divertem o tempo todo, seja com as brincadeiras ou com as tarefas entregues a elas no dia a dia, quanta sagacidade!
O que recordo da minha infância é que eu não tinha noção do passar do tempo. Um intervalo de duas horas não significava nada para mim, e eu fazia a mesma coisa que elas, mas hoje não consigo lembrar qual foi a fórmula, como consegui? ... Minha única noção de tempo era o agora.
Aprendi muito cedo a frase Carpe dien. É latim, e significa ”aproveite o dia”, quem me ensinou foi um amigo de minha mãe... Hoje sei que cada dia oferece uma oportunidade de olhar para o mundo de maneira nova e celebrar o fato de estarmos vivos. Você jamais terá a oportunidade de viver novamente este instante precioso. Momento a momento busque perceber ao seu redor. Preste atenção. Participe totalmente da vida .
Você já notou que as crianças pequenas estão sempre fazendo alguma coisa a cada momento?
Embora tenham experimentado a mesma coisa anteriormente, elas expressam enorme excitação e admiração. As crianças não têm padrões de medidas para comparar atividades do presente com o passado. Elas sabem que já jogaram aquele jogo antes ou que na noite anterior seus pais já leram aquela história, mas a história ainda é tão interessante como se fosse desfrutada pela primeira vez... Infelizmente minha pequenina menor mora longe, mas vejo isso diariamente quando observo minha pequenina maior, é mágico. Pode até parecer piegas, mas ainda existe muito disso em mim... E quer saber? Não acredito que isso te faça ser bobo, mas que você tem luz, que você conseguiu sobreviver as frustrações da maior idade aonde os sonhos de criança se vão e o pesadelo começa. O bom é que não existe regra, você pode continuar deixando a criança que existe em você brincar um pouco.
Pense em suas atitudes enquanto organiza seu cotidiano ou rega as plantas, você vai ter aqueles insights, tua vida terá mais cor... Você já viu uma criança ajudando a lavar a louça ou regar as plantas? Ela mal pode esperar para participar e age como se fosse a coisa mais interessante que ela já fez. É indescritível, de uma qualidade maravilhosa, logo você percebe que ela estar empolgada com a vida, e percebe também que falta isso em você... O tempo é curto, devemos ser flexíveis aos dois lados da vida, agradecer e agradecer por tudo, afinal fazer a sua história também é passar por dificuldades (elas fortalecem), em algum lugar ouvi alguém dizer que “devemos seguir nossos instintos e correr atrás dos nossos medos”... Este alguém tinha razão. Afinal, não importa aonde chegou e que fantasmas encontrou, mas aonde está indo e quão são grandiosos os sonhos que serão realizados.
A vida nos dá inúmeras situações e diante delas você até esquece dos sonhos que te motivam e dão sentido à tua vida, e esquece também que sem eles você não é nada. A vida prega momentos que nem sempre serão muito bons, mas que se faz necessário vivenciá-lo. Então é isso... Se antes, quando criança eu aprendi o que é Carpe dien, hoje adulta vivo o Carpe omnius que dá mais sentido aos meus anseios, quer dizer “Aproveite tudo”.
É o que deixo aqui, é o desejo de vencer, e antes que seja tarde... Apenas deixe-se viver tudo o que há pra viver, com entusiasmo e coragem você chega lá.
PS: Nunca deixe morrer a criança que existe em você. E Carpe Omnius... Aproveite tudo!

Inserida por wanakaren