Antônio Carlos Baena: Nós corremos rápido demais e de...

Nós corremos rápido demais e de repente, o fôlego se vai...
O suor misturado com as lágrimas no rosto revela o cansaço.
O medo pelo caminho estampado nos muros quer me assustar,
Quer fazer com que eu morra jovem,e escoe pelo esgoto do esquecimento.

Oh Deus por favor,o Senhor não vai me ajudar a passar por isso?
Meu coração não quer sentir ,já não me obedece mais...
Será que ele está ficando gelado?

Estou morrendo jovem,por que corro rápido demais?
Não,não é isso...estou morrendo jovem por que estão me matando,
Meus sentimentos me matam por me fazerem gostar,e você me mata por fingir acreditar...
Mas eu não vou morrer... não,não, eu não vou morrer.
Essa guerra vai acabar , vou voltar para os braços de quem me quer bem...sendo você ou não.
Mas...vou sobreviver...ainda que ferido,pois sei em quem tenho acreditado.

Inserida por Baena