Márcia Duarte: Nada é igual sem você (...)Nada mais...

Nada é igual sem você


(...)Nada mais é igual desde que você entrou na minha vida. Aos poucos eu fui entendendo que não importava onde eu trabalharia nem qual seria o meu salário se eu não tivesse a certeza de que você estaria em casa me esperando pra jantar. Percebi que por melhor que fosse meu emprego ou promoção, nenhuma alegria seria completa se não fosse dividida com você. Nada mais faz sentido se eu não tenho a certeza de que você estará comigo.

Sempre acreditei que as coisas deveriam acontecer naturalmente, que seria um erro forçar situações ou possíveis entendimentos. De repente me sinto de mãos atadas por sentir que estou te perdendo, por não poder fazer nada além de esperar. Quero te olhar, te tocar, te abraçar. Quero que você saiba nunca senti algo tão forte, que nada do que te falei foi em vão. Nossos planos estão todos aqui na minha cabeça, ansiosos pra se concretizarem, e eu não vou permitir que nenhum deles escape do meu pensamento.

Sinto tua falta. Preciso ouvir o teu bom dia antes de sair de casa. Não consigo dormir sem seu beijo de boa noite. As horas passam devagar, minha mente voa, não consigo me concentrar em nada. Penso em você mesmo que involuntariamente, sonho com o longo caminho que planejamos juntos e mal iniciamos a percorrer. Não me restam muitas certezas desde que não te tenho mais ao alcance dos meus dedos, mas uma coisa eu te digo com convicção: eu não vou ficar parada assistindo você partir. Você não vai sair tão fácil da minha vida. Não sem antes a gente ter vivido tudo o que temos para viver.

Inserida por niiiramone