Heloise Facchini: Conclusões de fim de tarde O silencio...

Conclusões de fim de tarde


O silencio aumenta e percepção do próprio espaço e do espaço dos outros
Nos torna mais humanos, mais sensíveis,
Nos induz a nos enxergarmos no outro e nos colocarmos no lugar do outro,
Nos ensina a sermos menos egoísta.

As coisas são como são, as pessoas também
Não se pode ter tudo o que se quer ainda que se possa moldar os seus desejos e suas conquistas.
Sentir-se e sentir o outro resume tudo.

O cuidado com o outro e mostrado com atitudes corporais
Conscientes ou inconscientes em pequenos,
e sutis gestos.

"Amar o próximo como a ti mesmo"
Colocar amor em tudo que se faz,
O amor movimenta o mundo.

Força divina dada de graça, mas de difícil compreensão.
Á confundimos com insegurança, com medo,
Com coisas mal resolvidas, com frustrações.
E aos poucos nossa visão que era tão imaculada,
Torna-se egoísta e ditadora.

As couraças passam a dominar nosso viver e nos acostumamos com elas,
Depois de um tempo elas nem nos incomodam mais
Mas isso não significa que elas sumiram,
apenas que não as encaramos.
No acomodamos a te-las ali,
e como os mendigos na rua não nos causam mais muitas reações.

Saiamos de nossas couraças,
nos libertemos de nossas amarras,
porque fomos nós mesmos que as criamos.

Para isso é preciso percepção de si mesmo e dos outros,
para não fazermos com o que fizeram conosco
para termos forças pra dizer não as frustrações.

Ame! Ame! Ame!
Ame tudo o que fizer!
De amor incondicional as pessoas que te cercam.

Perceba-se!
Sinta-se!
Coloque-se no outro lado!

Seja humano de verdade!

Os excessos mascaram os contrastes.
Quem muito sente não se entrega.
Quem nunca se entrega, já esta entregue só não mostra.

O equilibrio esta em entender cada encaixe que a vida dá,
Em sentir como se fosse ou outro,
Em perceber seu espaço, o do outros, e sabe-los utilizar com equidade.

Amemos incondicionalmente.

Inserida por HeloiseFacchini