Amauri Cimetta: SEMPRE HAVERÁ UMA SAÍDA Certa vez um...

SEMPRE HAVERÁ UMA SAÍDA

Certa vez um homem foi condenado por um crime que não cometeu. Ele sabia que fariam de tudo para condena-lo. Em um certo momento do julgamento, como faltavam algumas provas, o juiz resolveu fazer uma proposta ao acusado.
- Vou escrever em um papel a palavra “inocente” e em outro a palavra “culpado”. Você deverá pegar um. Aquele que pegar será o seu veredicto, se você se recusar a pegar, será condenado.
O acusado, alertado pela sua intuição, olhou fixamente para o lápis correndo sobre o papel e percebeu que o juiz escreveu duas vezes a palavra “culpado”.
Não havia saída.
O juiz mandou o acusado escolher um. O homem pensou alguns segundos, pegou um dos papéis, enfiou na boca, mastigou e engoliu.
- O que você fez? Como saberemos qual o seu veredicto? – disse o juiz.
- Muito simples – disse o homem – vamos abrir o papel que sobrou e saberemos qual foi o que eu engoli.
Foi libertado imediatamente.

APRENDIZADO:
Nunca deixe de acreditar até o último instante. Sempre haverá uma saída.

Inserida por PaolaAfrodite