Alekssandro Reolon: Tentativas inúteis de pedir a ela o que...

Tentativas inúteis de pedir a ela o que é impossível saber. Algo como a leveza das flores de um jardim, como as estrelas longíquas e inalcançáveis; algo como o vento que me toca, pedindo o que ela tem que mexe com o mover das coisas, que interrompe o fluxo da razão que resiste em, não apenas dizer, mas sentir que está totalmente destruído a paz que meu coração vivia no passado. O luar me lembra de seus sorrisos que acabavam de repudiar minha alma solitária."

Inserida por Alekssandro