João Batista de Oliveira - MG: E o homem indiferente, nem sábio, nem...

E o homem indiferente,
nem sábio,
nem rico,
nem crente,
que não sabia
nem queria saber
de onde vinha,
onde estava
e para onde ia,
vivia mansamente,
ignorando ,contente
a origem da semente
da arvore e da raiz

ERA FELIZ.

Inserida por guguomachado