Gustavo Oliveira: Rosa de minha vida Minha mãe diva de...

Rosa de minha vida

Minha mãe diva de minha vida, fonte dos meus conhecimentos da estrada, porta para o mundo, a força no fraco.
Existem pessoas que não precisam de concordância ou interagir sempre em conjunto. No certo, a discordância traduz o amor. Somos assim ela e eu, sempre em pontos opostos da reta, porem com um vinculo siamês perfeito, onde as palavras perdem os sentidos e o afeto ruma sempre absoluto. Comparo-a com o vai-e-vem das ondas que tentam escapar do mar, mais no fim arrastam tudo para seu interior. Um ser iluminado, primeiro por ser mulher, beleza delicada, segundo por ser mãe, dádiva divina, terceiro por ser minha mãe, minha bênção de deus. E quarto por que ela é apenas comum, tão comum que não existe igual dotada de elementos que todos achamos que temos, coisas banais hoje esquecidas, mais que na realidade em poucos são encontradas: força, dignidade, honestidade, igualdade, amor, fidelidade e reciprocidade com o mundo. Não estou aqui para cantar a perfeição nela, todos temos defeitos, o que nos torna belos.
Enfim procedo com avidez, contrariando-a, discutindo, resmungando, pedindo, necessitando, abraçando-a, decepcionando-a, só para poder ouvi-la falar que me ama demais para concordar comigo, só para ouvi-la dizer q eu estou errado, para senti-la me acariciando e me ensinando o que ela sempre vai achar que não consegue ensinar, mais não desiste por que me ama e acredita em mim. Então indizivelmente acima de tudo Francisca Dilma de oliveira leite, amando-a. Infinitamente.

21/03/2007

Inserida por Gustavo.oliveira