Urutú Cruzeiro: Naquele momento nada mais importava e...

Naquele momento nada mais importava e não havia um par, havia um só.
Isso, se correspondido, para mim é perfeito.
A unidade em dois.
A unidade que traz cumplicidade, identidade, que enlaça.
O par para ser perfeito deve ter esse poder, se não vira conveniência ou ¨amigão¨.
E isso não é par.
Par é complemento do que não pode ser singular, fazendo em dois um só.
Um exemplo bobo, um par de sapatos que formam o calçado e que nada vale se separadas as unidades.
Bacana isso não é?
Mas quando se trata de associação de pessoas com características individuais, o par para ser ¨perfeito¨ tem haver com o que você quer para a sua vida.
Para que não se plante cobranças futuras e frustrações.
Para que um não puche para um lado e o outro para o outro, o que destroi qualquer paixão.
Par, para ser perfeito, deve ter limite de doação calculado dentro do viável

Inserida por MegaaMiga