Flávio Cardoso Reis: Os sons da tua voz ofegante perfazem...

Os sons da tua voz ofegante perfazem arrepios
E o frisson causado pelo seu toque revela-me
Sentidos e sentimentos, sentidos aguçados...

A sensibilidade de meu corpo torna- se visível
E a transpiração é inevitável, até mesmo os
Pêlos e fios de cabelos parecem criar vida e os
Lábios tornam-se molhados, a espera de um
Beijo!

Esse mesmo beijo que libertará desejos
Em forma de calor, e o vapor condensado
Por corpos, libera uma essência, um aroma
Que acentua a adrenalina.

O coração acelera de uma forma que aparenta
Querer falar, falar uma linguagem que seu corpo entende!

A resposta surge de imediato, o seu corpo quente
Em meu corpo altera a temperatura, alimentando
Uma chama que vive em brasa, à espera de um
Encontro!

Inserida por teka42